Uso de drones em hidrelétricas



O Brasil é um país continental e tem como uma das principais fontes energéticas as hidrelétricas. Valendo-se de sua vasta disponibilidade fluvial, o país conta com mais de duas centenas de usinas instaladas, que produzem mais de 90% da energia consumida no país.

As hidrelétricas trazem consigo inúmeras vantagens, como:

  1. São fontes de energia renováveis

  2. O custo de produção é muito inferior aos gastos em termoelétricas, eólicas e nucleares.

  3. Não são poluentes.

Apesar de suas importantes vantagens, as hidrelétricas ocupam espaços gigantescos, impactando, negativamente, em habitats com imensa diversidade. As dimensões das hidrelétricas criam também um segundo problema. Como é feita a averiguação das áreas e barragens ? Atualmente, o trabalho é feito manual e visualmente por profissionais especializados. Assim, todos os parâmetros das instalações são medidos por essas pessoas in loco. Empresas do setor, no entanto, têm buscado modernizar as técnicas atuais, garantindo assim economia dos gastos e maior segurança aos trabalhadores.

Nessa linha, a utilização de drones em averiguações de usinas hidrelétricas é crescente. Com novas tecnologias é possível, dentre outras possibilidades:

  1. Verificar a vazão da infiltração,

  2. O deslocamento ou deformação de juntas;

  3. A dilatação de fissuras e trincas

  4. O recalque de estruturas

  5. O nível e pressão de água

Usar um drone para inspecionar uma caldeira ou torre de resfriamento tem o potencial de reduzir o tempo de inatividade, economizar dinheiro e evitar os riscos de segurança associados ao envio de trabalhadores para realizar essas inspeções.


Da mesma forma, os drones podem ajudar com a inspeção eficiente e precisa de outros setores de geração de energia renovável, como as turbinas eólicas, que geralmente se espalham em vastos territórios. As lâminas de turbinas eólicas requerem uma inspeção regular e as empresas muitas vezes enviam trabalhadores para inspecionar o equipamento com binóculos ou, se necessária uma inspeção mais intensa, subindo as turbinas. Este trabalho é bastante dispendioso e coloca os trabalhadores em risco desnecessário. Os drones permitem que os operadores efetuem inspeções detalhadas de forma muito mais eficiente e segura. As operadoras de energia solarcomeçaram a usar drones para inspecionar instalações maiores, estes assuntos serão tratados em futuros textos.


Em todos esses casos, os VANTs permitem que as empresas de energia realizem operações e trabalhos de manutenção que anteriormente eram caros, demorados e às vezes arriscados, e reduzem substancialmente todos esses fatores negativos.