Uso da cana-de-açúcar como fonte de energia: conheça as principais vantagens!


A cada dia mais o mundo tem se preocupado com o meio ambiente, fazendo com que a busca por práticas sustentáveis seja o foco de pesquisas e grandes investimentos. Quando tratamos de sustentabilidade os assuntos mais debatidos são o uso de combustíveis que não sejam derivados do petróleo e a utilização de fontes de energias renováveis.


Energia renovável é aquela proveniente de recursos naturais que são reabastecidos de forma natural ao longo do tempo. Também conhecida como energia verde e energia limpa, é proveniente de fontes que não existe a possibilidade de esgotamento ao longo do tempo.


Dentre as fontes mais conhecidas, podemos destacar: solar, eólica e biomassa. O Brasil tem ganhado destaque no mundo inteiro devido ao uso de energias renováveis, principalmente quando se trata da produção de etanol para uso automotivo e eletricidade gerada através dos resíduos da cana-de-açúcar.


O país que possui grande parte da energia elétrica proveniente de fontes hidrelétricas e térmicas, já possui o uso de biomassa como o terceiro tipo de fonte de energia utilizada — como pode ser visto no site do governo, portal Brasil.


Uso da cana-de-açúcar como fonte de energia

Nos processos de produção dos subprodutos da cana-de-açúcar, uma tonelada dessa matéria prima moída gera cerca de 250 kg de bagaço de cana, sem considerar outros subprodutos como as palhas e pontas.


A queima dessa biomassa para a produção de eletricidade enquadra-se dentro das energias limpas ou verdes, sendo totalmente renovável e não produzindo grandes impactos ambientais como a queima de combustíveis fósseis.


O Estado de São Paulo tem se destacado bastante na produção de energia através de biomassa, em especial pelo uso do bagaço de cana. O Estado já representa quase metade da produção de açúcar e etanol do país — como pode ser verificado no site do governo de São Paulo.


O Brasil carece bastante de energias alternativas para complementar o sistema hidrelétrico, principalmente pela sua total dependência do nível das barragens e das chuvas. Como a cana-de-açúcar possui seu pico de produção justamente nos meses de seca (abril a novembro) o seu uso para a geração de energia tem, ano após ano, ganhado destaque.


Mesmo com o fato da queima de biomassa produzir gases poluentes, a necessidade de constantemente plantar-se a matéria prima, no caso a cana-de-açúcar, faz com que sua produção de energia seja totalmente renovável e limpa.


Vantagens do uso da cana-de-açúcar na produção de energia

A geração de energia através da queima do bagaço possui diversas vantagens, principalmente em relação ao uso de fontes termelétricas, como a queima de carvão mineral ou petróleo. Dentre as vantagens, podemos destacar:

  1. Alta competitividade em função do custo: como a cana-de-açúcar já é plantada para a produção de etanol, a utilização do bagaço para a produção de energia é altamente viável, tornando a energia barata e competitiva no mercado.

  2. Supre a sazonalidade das chuvas: como grande parte da energia elétrica gerada no país é proveniente das hidrelétricas, que dependem das chuvas para garantir o nível dos reservatórios, a queima do bagaço da cana é ótima forma de suprir a menor produção de eletricidade nos períodos de seca.

  3. Redução das emissões de gases do efeito estufa: por ser totalmente renovável, a cana-de-açúcar reduz diminui a poluição e o agravamento do efeito estufa.

  4. Geração de emprego: a produção desse tipo de energia é um grande incentivo para a economia, pois possibilita a geração de empregos desde a lavoura até a mão de obra capacitada nas usinas e terminais de distribuição de energia.

  5. Grande disponibilidade: além da vantagem ambiental em relação às usinas termelétricas, o bagaço de cana também possui maior disponibilidade e melhor acesso.

O uso de energias renováveis é uma realidade e uma preocupação em todo o mundo. A utilização do bagaço de cana possui o grande atrativo de permitir também a produção de etanol, além de possibilitar a geração de novos empregos e estimular a economia do país.


Podemos destacar também, que as novas tecnologias agrícolas tem aumentado consideravelmente a produtividade do setor, tornando o uso da cana-de-açúcar para a produção de energia ainda mais viável.


Para entender mais sobre essa nova fase da economia mundial, a cada dia com uso maior de tecnologia, confira o nosso post explicando o que é a Agricultura de Precisão!