Pix Force apresenta solução para logística da indústria mineradora


A tecnologia desenvolvida pela Pix Force, em parceria com a Eneva, é capaz de garantir maior agilidade, praticidade e segurança na inspeção de correias transportadoras, enfrentando problemas apresentados pelo setor de mineração. Drones equipados com sensores infravermelho e RBG sobrevoam toda a extensão de correias responsáveis pelo transporte de minério e outros insumos, indicando as temperaturas individuais e a localização georreferenciada de cada rolo.


Por meio da Inteligência Artificial (IA) aplicada à visão computacional, a tecnologia transforma as imagens captadas pelas aeronaves em relatórios que serão avaliados por técnicos responsáveis pela operação logística, evitando custos causados por paradas inesperadas.


Além de gastos com problemas na cadeia logística, o superaquecimento dos rolos que compõem as correias transportadoras também correspondem a riscos para a mão de obra responsável pela manutenção. Afinal, o monitoramento manual das correias é um processo considerado caro, demorado, ineficiente e inviável, já que trabalhadores precisam enfrentar ambientes hostis, condições severas e rotinas arriscadas para realizarem a inspeção. Sem contar os riscos ligados a incêndios gerados por superaquecimentos que não foram identificados pelo monitoramento manual.


Considerado um dos maiores produtores de minério do mundo, o Brasil ainda enfrenta problemas ligados à segurança de suas operações logísticas. Só em 2020, foram embarcadas 235 milhões de toneladas da matéria-prima com destino à China, processo que também depende da eficiência de centenas de quilômetros de correias transportadoras. A complexidade da logística demanda avaliações constantes dos riscos para a segurança dos trabalhadores envolvidos, que precisam realizar inspeções demoradas e que dependem unicamente da visão humana.


Além de contribuir para a diminuição nos acidentes de trabalho, a tecnologia desenvolvida pela Pix Force pode ser operada com facilidade, já que é possível acompanhar o drone sem a necessidade de conhecimentos de pilotagem, evitando custos com a contratação de equipes especializadas. Em caso de falha técnica ou obstáculo, a aeronave retorna automaticamente para o ponto de partida.


Outra vantagem da Deeptrack está ligada à sua capacidade de superar o trabalho de monitoramento realizado por sensores, que precisam ser inseridos individualmente em cada um dos rolos das correias, além de demandarem um número elevado de trabalhadores para inspeção.


Fornecimento de dados viabiliza manutenção preditiva


A manutenção preditiva atua na redução de gastos com reparos que poderiam ser evitados caso a raiz do problema fosse identificada. Tendo como foco a antecipação de deficiências em máquinas e equipamentos, a manutenção preditiva só é possível graças às informações que tecnologias como a desenvolvida pela Pix Force podem fornecer.


Inspeções mais rápidas e precisas do que a visão humana são capazes de fornecer dados preciosos para que equipes técnicas realizem reparos. No caso da Deeptrack, o processamento veloz das informações coletadas pelos drones traz agilidade e eficiência para a atuação da equipe de manutenção, além de colaborar para que gestores possam tomar decisões mais assertivas em relação à cadeia logística.  


Despesas com manutenção já são responsáveis por boa parte dos custos operacionais na indústria mineradora. Caso paradas inesperadas ocorram, o prejuízo pode ser proporcional ao tempo necessário para se restabelecer as operações. A possibilidade de prever problemas mais graves como paradas e incêndios está diretamente relacionada à aplicação da inovação no setor, garantindo maior controle sobre os processos.


Registro histórico do desempenho das correias garante mais assertividade na tomada de decisões


Relatórios históricos sobre o desempenho de cada rolete são outra vantagem apresentada pela Deeptrack. Informações sobre a variação na temperatura do equipamento ao longo de diferentes inspeções são geradas, possibilitando a identificação de trechos da correia transportadora que apresentam problemas com mais frequência. A equipe responsável pela manutenção também pode ter acesso aos vídeos das missões em sua totalidade, possibilitando o acesso a informações sobre o funcionamento das correias em diferentes períodos.


Ao integrar visão computacional à indústria mineradora, a solução atua diretamente em problemas enfrentados pelo transporte de matéria-prima e insumos. Somente em 2017, os gastos com logística representaram 26% do faturamento bruto do segmento, o que demonstra a necessidade de incorporação de tecnologias disruptivas capazes de oferecerem soluções mais baratas e eficientes ao setor. 


#InteligenciaArtificial #solução #Drones #tecnologia #pixforce #deeptrack #mineracao