Inteligência artificial na Educação: como a ela pode ajudar o ensino?

O setor de educação há muito trata todos os alunos da mesma forma. No entanto, cada aluno é único e tem diferentes capacidades de aprendizagem. Mas o que é inteligência artificial na educação? Por meio da visão computacional, a IA pode ajudar a maximizar a produção acadêmica dos alunos, proporcionando uma experiência de aprendizado personalizada com base em seus pontos fortes e fracos adaptada para o ritmo pessoal do aluno.


A principal vantagem da inteligência artificial na educação é a facilidade e não abstratividade do processo de avaliação em comparação com a educação tradicional em sala de aula.


Os professores podem observar se um aluno está motivado ou desinteressado na aula sem interromper suas atividades. Técnicas de computação afetiva, disponibilidade de câmeras de baixo custo e seu uso generalizado em dispositivos eletrônicos, como telefones celulares, computadores e tablets, permitem que os educadores meçam os níveis de engajamento dos alunos utilizando visão computacional.


Deste modo, monitorar o comportamento de um aluno continuamente de forma analógica não é possível, logo, a inteligência artificial utilizando a visão computacional elimina a necessidade de um professor monitorar continuamente o comportamento de cada aluno, o que é altamente benéfico.


LEIA TAMBÉM:



Como a inteligência artificial pode contribuir para a educação?

Veja como o uso da inteligência artificial ajudará a transformar o ensino tal qual a conhecemos:

Melhoria dos métodos digitais de ensino

O mundo está cada vez mais próximo devido a propagação da internet. As pessoas podem pesquisar facilmente qualquer tópico em que possam estar interessadas e encontrar informações relevantes na ponta dos dedos em segundos. Expandindo isso, os usuários podem optar por qualquer curso ou programa orientado a habilidades de uma variedade de cursos disponíveis online.

As pessoas não estão restritas quando se trata de aprender sobre algo que lhes interessa. Aproveitando a demanda por aprendizado online, muitas plataformas de cursos online abertos (MOOC - Massive Online Open Course) estão em ascensão.

Muitos institutos de renome agora oferecem cursos de certificação on-line, além de cursos universitários padrão. Esses cursos de treinamento on-line oferecem palestras em áudio e vídeo para os alunos, juntamente com materiais digitais, como e-books para o aprendizado.

Esses cursos quase fornecem uma experiência de sala de aula quase real para os alunos. Os alunos podem aprender com esses cursos de acordo com sua programação e não têm medo de perder palestras importantes.

Tais cursos geralmente são escolhidos por alunos que não podem se comprometer em período integral devido ao emprego em período integral ou à inscrição em um curso diferente. O aprendizado on-line oferece uma excelente oportunidade para esses alunos que desejam aprender um conjunto de habilidades adicionais.

A única grande desvantagem desses cursos é que não há interação direta em tempo real e feedback entre o professor e o aluno. O baixo envolvimento dos alunos continua a ser uma preocupação significativa enfrentada pelos educadores em contextos de aprendizagem online.

Pesquisas mostram que os alunos que optam por cursos digitais sofrem com baixos níveis de engajamento e acabam desistindo do curso sem concluí-lo. As taxas de conclusão de cursos online ou MOOCs são tão baixas quanto 7%. Esta é uma grande preocupação para os educadores, bem como para os alunos.

O autorrelato de dúvidas e materiais de estudo pouco claros é pouco exercido pelos alunos desses cursos. É um processo tedioso e não produz os resultados desejados.

O uso da inteligência artificial no ensino pode ajudar a superar esse problema. Com a visão computacional, os educadores podem analisar o comportamento do usuário, o movimento dos olhos e a postura para avaliar os níveis de engajamento.

Isso ajuda os educadores a estudar o comportamento de seus alunos quanto a quais seções foram envolvidas e quais deixaram o aluno desinteressado.

Assim, eles podem fornecer cursos envolventes, que exigem interação consistente para chamar a atenção do usuário. À medida que as novas tecnologias nos permitem registrar e coletar dados sobre tudo, desde postura, movimento dos olhos e até expressão facial, o autorrelato não é mais a única ou mesmo a melhor maneira de medir o engajamento.

Quais as vantagens do uso da inteligência artificial na educação?

Assim como nos cursos on-line, a visão computacional pode ser útil para acompanhar o envolvimento dos alunos em salas de aula tradicionais.

A análise das posturas e comportamentos dos alunos e o rastreamento ocular podem ajudar a monitorar seu nível de interesse e atenção. Ao estudar estes dados, os professores podem analisar o comportamento de cada aluno individualmente e medir os picos e as oscilações em seu nível de interesse a cada momento.

Os educadores podem modificar seus métodos de ensino para atrair a atenção do máximo de alunos e maximizar seu interesse. Isso ajuda a desenvolver uma interação aberta entre professores e alunos.

Em outras palavras, os professores podem avaliar e entender a reação dos alunos aos seus métodos de ensino e pedir aos alunos que forneçam feedback genuíno que pode ser comparado com os dados coletados com visão computacional.

Inteligência artificial na sala de aula

A inteligência artificial por meio da visão computacional também pode ser útil para melhorar a cooperação entre os alunos. Os professores podem colocar os alunos em grupos onde eles se sintam mais à vontade para interagir e compartilhar suas ideias e opiniões.

Alunos introvertidos podem se beneficiar significativamente, pois podem se sentir desconfortáveis ​​entre grandes multidões e pessoas barulhentas e extrovertidas. Organizar os alunos de acordo com suas personalidades ajuda no crescimento do aluno, pois eles estão em seu nível de conforto.

Os alunos podem partilhar as suas ideias e sugestões e discutir as suas dúvidas, se tiverem alguma, livremente com outros alunos que se aproximem da sua própria personalidade e possam interagir facilmente uns com os outros.

A análise de visão computacional ajuda a compreender o comportamento e a interação durante diversas tarefas em grupo, como os alunos ensinam os outros e como se sentem à vontade com os colegas. Isso otimiza a interação entre os alunos quando os professores agrupam os alunos de acordo com seus níveis de conforto.

A visão computacional pode oferecer informações valiosas sobre a postura dos alunos, sua orientação facial ou gesticulação durante as atividades da equipe, registrando todas as interações dos alunos.

Preocupações com o uso da visão computacional na educação

O uso da visão computacional na educação tem sido controverso e discutível. A ética de colocar os alunos sob vigilância contínua tem sido debatida há muito tempo. Há também o argumento de que a própria tecnologia pode ainda não estar pronta para ser amplamente implementada.

As ferramentas de reconhecimento facial usadas para visão computacional atualmente são bastante suscetíveis a erros e relatam taxas de erro mais altas para mulheres e pessoas de cor. No que diz respeito aos cursos online, existe a questão da privacidade dos dados do utilizador serem utilizados sem o seu consentimento.

A quantidade de dados e a duração pela qual o site pode monitorar os movimentos do usuário é altamente discutível. Os dados de reconhecimento facial usados ​​para outros fins ilegais e a possibilidade de serem vendidos ou hackeados por terceiros também são uma grande preocupação.

Por isso, medidas de segurança rigorosas precisam ser adotadas pelas instituições que implementam a tecnologia de visão computacional para proteger os dados do usuário contra uso indevido. Nem todas as instituições podem implementar medidas de segurança tão fortes, pois exigem investimento de capital.

O uso da inteligência artificial na educação não é isento de limitações. No entanto, esses problemas podem ser resolvidos com melhorias adicionais na tecnologia. As empresas que lidam com edtech podem aproveitar os benefícios da visão computacional para criar uma atmosfera envolvente e intuitiva nas instituições de ensino.

A inteligência artificial por meio da visão computacional pode beneficiar mutuamente as partes envolvidas, tornando o aprendizado mais satisfatório, produtivo e, o mais importante, divertido.




18 visualizações