Identificações automáticas: potencialidades do Pix Thermo



Como as identificações automáticas de documentos e uso de EPIs pode aumentar a segurança durante a retomada de atividades


O Pix Thermo é a mais nova solução da Pix Force. Trata-se de um sistema automático, low-cost e 100% seguro, desenvolvido para atuar na retomada das atividades. Durante a pandemia do coronavírus, surgiu a necessidade de garantir a segurança de funcionários e colaboradores das empresas e indústrias. Com isso, também aumentou a importância de sistemas que permitissem identificações automáticas.


Sobre o Pix Thermo

Após a publicação da Portaria Conjunta nº 20, de 18 de junho de 2020, várias recomendações foram oficializadas para cumprimento por parte das empresas e indústrias. Segundo o texto, as empresas devem realizar uma triagem na entrada de cada estabelecimento, em todos os turnos. Para isso, devem ser providenciados ferramentas para medição de temperatura corporal por sensor infravermelho ou equivalente. Assim, a entrada só poderá ser autorizada após a medição atestar que o trabalhador não está febril ou com febre. Todos os funcionários, inclusive terceirizados, devem passar pela triagem antes de iniciarem suas jornadas.


O Pix Thermo possui sensores específicos para realizar a medição de temperatura corporal de forma rápida e eficaz. Mais seguro que termômetros de mão ou digitais em formato de pistola, o Pix Thermo é touchless.  Consiste em um sistema automático de auxílio à triagem baseado em medição de temperatura corporal. Sua estrutura é leve e ajustável, adequado para pessoas de alturas variadas. Sua principal vantagem é o baixo custo e a segurança, pois elimina a necessidade de manuseio por um operador. Saiba mais sobre o Pix Thermo AQUI.


Demais recomendações

Ainda segundo o texto da Portaria Conjunta, outras recomendações a serem seguidas são: higienização adequada das mãos; higienização de superfícies; orientação para evitar o toque frequente em superfícies, rosto e etiqueta respiratória; uso de máscaras; dispensa de assinaturas de planilhas, formulários e controles; distanciamento físico e limitação de indivíduos em espaços comuns.


Assim, percebe-se que a fiscalização e o cumprimento dessas medidas deve ser uma responsabilidade conjunta. Tanto funcionários, colaboradores e chefias devem atentar para que todos estejam de acordo com as recomendações.


Potencialidades do Pix Thermo

Além dos sensores de temperatura, o Pix Thermo conta com uma câmera e algoritmos de Visão Computacional para identificar o rosto de cada usuário. Dessa forma, suas potencialidades são aumentadas para além de reconhecimento facial. Entre elas, destacam-se as identificações automáticas de documentos e uso de EPIs. É possível conhecer mais a fundo sobre o sistema do Pix Thermo, suas especificidades técnicas e possibilidades de expansão AQUI.


Leitura de documentos

Uma portaria segura será feita de forma digital, sem operação de terceiros. Essa transição precisará consistir de sistemas eficientes e inteligentes de informação. Esses sistemas precisam realizar a identificação e leitura de crachás, documentos de identidade, reconhecimento facial e histórico médico de cada colaborador. Com o auxílio da Visão Computacional, é possível criar caminhos para tornar real essa transição.


Dessa forma, é possível também integralizar os demais sistemas de informações da empresa, criando um banco de informações de cada funcionário. Essas informações são coletadas e sincronizadas, formando um histórico individual e pessoal, acessível e seguro. O ambiente de trabalho vai se transformando em um espaço mais seguro e confiável para os colaboradores. Sabendo que a entrada só é permitida mediante triagem e adequação às normas de saúde, os funcionários podem transitar sem preocupações.


Uso de EPIs

O uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) é fundamental para diversas atividades. Da mesma forma que a leitura de documentos, a fiscalização atualmente requere um operador humano. Para aumentar a segurança, é necessário um sistema que não apenas identifique o uso dos EPIs, mas o uso correto.


Devido à pandemia, o uso de máscaras cirúrgicas é altamente recomendado pelos órgãos de Saúde. Apesar de não ser tecnicamente considerada um equipamento de proteção individual, pode-se incluir o seu uso dentro desta categoria. Assim, máscaras, capacetes, face shields, óculos protetores, luvas, botas e demais equipamentos devem ser fiscalizados. Um sistema inteligente capaz de identificar o uso correto elimina a fiscalização humana, tornando o ambiente seguro para todos.


Com o auxílio da Visão Computacional, é possível expandir as potencialidades de reconhecimento do Pix Thermo. Dessa forma, o sistema será capaz de orientar sobre o cumprimento e uso correto de cada EPI, notificando em caso de descumprimento ou irregularidade.


#InteligenciaArtificial #pixthermo #visãocomputacional