Entenda como mecanismos de Inteligência Artificial promovem competitividade na Mineração


A Indústria Mineradora tem grande importância no cenário econômico do Brasil e, devido ao crescimento significativo de seu papel ano após ano, torna-se um dos segmentos propensos a receber diversos incentivos tecnológicos através de Inteligência Artificial (IA). Desenhada para otimizar processos com segurança e eficácia, a IA atua dentro do setor da mineração através de soluções tecnológicas como o uso de drones – veículos aéreos não tripulados – que conseguem sobrevoar áreas extensas e coletar dados importantes à equipe de logística, entre outras funções. O uso de IA vem se tornando almejado por todas as empresas que desejam escalar rapidamente e, dentro do setor da mineração, se apresenta como importante solução para trabalhar pilares como segurança e custo benefício, além de aumentar a eficácia das operações.


Soluções em IA vêm com o intuito de gerar eficácia em processos de análise de dados, controle e redução de custo e automatização de determinados processos. Inserir essas soluções em uma empresa é uma maneira de maximizar o retorno de investimentos e fazer com que a corporação cresça organicamente, caminhando em paralelo com outras organizações. Um estudo global de referência conduzido pela Accenture revelou que, dos 1.500 executivos entrevistados, 84% acredita que sua empresa deve investir em Inteligência Artificial (IA) para alavancar resultados significativos perante o mercado. Em contrapartida, 76% revela ter dificuldade em escalar.


De acordo com a mesma pesquisa, três a cada quatro gestores entendem que dentro de cinco anos as empresas que não investem em IA devem estar fora do mercado. Fica claro o papel da IA como agente facilitador para que empresas atinjam níveis de eficácia em suas prioridades estratégicas, compreendendo questões importantes e gerando soluções seguras e com valor acessível. O custo de um drone, por exemplo, pode ser 10 vezes menor do que o custo de um veículo aéreo tripulado, como um helicóptero. Confira mais dados sobre isso clicando aqui.

Escalada rumo a competitividade

Enquanto em anos anteriores a força de produção era derivada da quantidade de força de trabalho que uma empresa poderia dispor, hoje podemos entender que estratégia e otimização de processos são o caminho para crescer exponencialmente. A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), em uma pesquisa recente, revelou que 76% das organizações participantes acredita que a Inteligência Artificial (IA) exerce grande impacto na competitividade de seus negócios. Dentre as corporações que estiveram no estudo, grande parte pertence ao setor Indústria de Transformação, responsável por entregar novos produtos ao consumidor. 


Segundo dados da Accenture, empresas que optam por investir em IA estão muito mais próximas de chegar a um alto nível de crescimento entre um e dois anos. Além disso, as corporações alcançam um dos resultados mais almejados no mundo corporativo: crescer mais e gastar menos. Isso acontece porque os líderes presentes tendem a ser mais comprometidos e proativos, trabalhando com uma expectativa realista em relação às tarefas necessárias para se escalar, além do tempo que o processo leva.

Inovação é aposta para segurança no setor da mineração

Os riscos de se trabalhar na Indústria Mineradora são difíceis de serem contornados, já que giram em torno de condições não modificáveis: o tipo de minério, a formação geológica da rocha, as condições estruturais da mina e a presença de rios, entre outros. Os acidentes, que em 2016 superaram até três vezes a média nacional, são uma das dores do setor que podem ser solucionadas através de mecanismos tecnológicos, já que o uso de drones diminui a necessidade de vistorias manuais no local. Considerando que segurança é um dos pilares da mineração, fica evidente como o uso de veículos aéreos não tripulados é uma estratégia que coloca a empresa à frente.


Da mesma forma, evitar acidentes, mesmo aqueles que não envolvem funcionários, é uma medida preventiva para gastos. Quando uma correia transportadora passa por algum desgaste técnico que causa uma parada inesperada, o prejuízo para a empresa pode chegar a U$ 1 milhão em apenas 16 horas de interrupção. O uso de soluções tecnológicas que promovem vistorias mais eficazes e geram relatórios posteriores à equipe de logística é uma das formas mais seguras de garantir que o sistema funcione.


A Deeptrack, solução criada pela Pix Force em parceria com a Eneva, é um grande exemplo do uso de mecanismos de IA dentro do setor da mineração. Aplicada em drones, a solução foi criada para trazer segurança, eficácia e praticidade para os processos de inspeção das correias transportadoras através de sensores infravermelho e RBG. O drone equipado com a tecnologia passa a ser capaz de indicar as temperaturas individuais e a localização georreferenciada de cada rolo, além de estar apto para gerar relatórios que, ao serem avaliados por técnicos, fornecem um panorama geral da operação. Desta forma, é possível fazer uma supervisão apurada do processo sem colocar funcionários em risco.


#visãocomputacional #InteligenciaArtificial #Drones #tecnologia #pixforce #deeptrack #drone