Drones na Infraestrutura: monitoramento e manutenção



Cada vez mais, os Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs ou drones) vêm ganhando espaço na gestão de infraestruturas. Os drones, como são comumente conhecidos, têm sido amplamente utilizados no monitoramento de rodovias, ferrovias, torres e linhas de transmissão, dutos de petróleo & gás, instalações industriais, dentre outros. A tecnologia não apenas permite a realização de trabalhos de alto risco, mas também possibilita a aquisição de diversos conjuntos de dados, tornando as operações mais precisas e rentáveis.


O sensoriamento remoto através de VANTs tem solucionado um problema recorrente na construção civil e no segmento de infraestrutura: a coleta de informações precisas, e em tempo real, de cada etapa do empreendimento.


Monitoramento do Investimento

Durante a fase de pré-construção, os drones podem melhorar significativamente a qualidade do desenho do projeto através do fornecimento de dados de campo. Por serem capazes de capturar vídeos e imagens em alta resolução, a tecnologia permite desenvolver modelos 3D precisos.


Na fase de construção, os engenheiros e investidores podem facilmente monitorar o progresso da obra através das sobreposições de planos nas fotos de cada etapa. Além disso, até as menores discrepâncias podem ser identificadas, facilitando a atualização constante dos relatórios de acompanhamento.


No canteiro de obras, os empreiteiros podem utilizar os dados coletados pelos drones para executar um trabalho rigoroso, tais como o posicionamento de placas de aço no concreto ou a medição da profundidade de dutos, evitando erros de construção que tendem a ser caros e oferecer riscos.


Monitoramento de faixas de servidão

Faixas de servidão são pedaços de terra em volta e ao longo do eixo da torre de transmissão. O proprietário dessas terras permanece com o título de propriedade, porém deve se atentar às restrições de uso desse terreno, de modo a garantir a segurança das instalações e das pessoas que convivem com a linha.

Diante disso, é necessário que haja um monitoramento constante desse terreno para evitar construções iregulares, descarte de materiais e entulhos que possam prejudicar a circulação de pessoal autorizado, crescimento de árvores a ponto de atingir a estrutura e outras situações que infrinjam a regra de manter o espaço vazio e preservado.


Os drones também permitem verificar se os limites do terreno foram ultrapassados, se os materiais estão sendo utilizados corretamente ou se os insumos estão sendo armazenados regularmente. Dessa forma, a tecnologia tem aumentado consideravelmente a segurança na área da construção civil, através do monitoramento constante de suas atividades.


As informações coletadas pelos VANTs são processadas automaticamente, gerando modelos 3D, gráficos ou outras formas de visualização simplificada. Isso permite que os responsáveis tenham rápido acesso a dados complexos, o que garante que as empresas possam responder rapidamente a qualquer evento que fuja da normalidade de suas operações, além de fornecer uma análise eficaz dos resultados.


Nesse sentido, a tecnologia dos veículos aéreos não tripulados têm servido para que os investidores monitorem as operações do projeto, recebendo informações documentadas de maneira completa e confiável que, se necessário, podem ser usadas como provas para resolver disputas judiciais, como em casos de reintegração de posse.


Na última fase do processo de construção, os drones podem ser usados para a avaliação do trabalho final e verificação de seu impacto ambiental. Os dados recolhidos podem ainda ser utilizados para fins de manutenção e de marketing.


Manutenção

A manutenção é parte inerente da gestão de infraestrutura. Hoje, a maior parte desse trabalho é realizada manualmente, com base em inspeções. Esse é um processo lento e caro que produz resultados incompletos e de baixa qualidade. Em alguns casos, torna-se necessário o acesso por andaimes e plataformas e, somada à necessidade de se desligar a instalação durante a manutenção, constata-se que essa abordagem é pouquíssimo eficaz.

Hoje, os drones podem não só detectar irregularidades de forma mais rápida, mas também de forma mais barata e segura. Devido aos avanços em processamento de imagens, as empresas podem analisar dados em tempo real e com muito mais precisão.