Deeptrack: conheça a solução que amplia competitividade da indústria mineradora


Atividade fundamental para a vida moderna, a mineração como observamos hoje só tem sido possível graças à aplicação de tecnologias capazes de reduzir danos. Aliada na execução de trabalhos de risco, a inovação tem se tornado peça chave para que a indústria se torne mais segura e eficaz. É o caso da Deeptrack, solução desenvolvida pela Pix Force capaz de trazer mais segurança, precisão e agilidade para a inspeção de correias transportadoras que atuam na logística do setor.


Através da Inteligência Artificial (IA) aplicada à visão computacional, a Deeptrack introduz drones na inspeção do transporte realizado pelas correias, superando a capacidade humana para realização da tarefa. As aeronaves equipadas com sensores infravermelho e RGB são capazes de apontar as temperaturas individuais e a localização georreferenciada de cada rolo, evitando o superaquecimento e consequentes paradas nas operações.


A Deeptrack permite que a captação das imagens seja realizada de forma mais precisa e eficaz que a visão humana, gerando relatórios que serão avaliados posteriormente pela equipe responsável pela operação logística. Com a ajuda da visão computacional, técnicos de manutenção têm a oportunidade de atuar na manutenção preditiva, diminuindo os riscos para a cadeia logística e consequentes perdas financeiras.


Custos de extração e estoque estão diretamente ligados à eficiência das correias transportadoras, que precisam percorrer longas distâncias até que a matéria-prima chegue ao seu destino. Problemas no percurso podem gerar perdas financeiras que chegam a U$ 1 milhão caso paradas inesperadas ocorram, sem contar a consequente diminuição da competitividade no mercado. 


Levantamento realizado por uma das empresas atendidas pela Pix Force apontou que roletes com defeitos estão entre as maiores causas de falhas em correias transportadoras. Sem contar que, das 325,5 horas em que as correias permaneceram paradas, 169 estavam ligadas a princípios de incêndio, fator diretamente relacionado ao superaquecimento dos rolos.


A adoção de soluções inovadoras tem papel fundamental na resolução dos principais problemas apresentados pela indústria. De acordo com pesquisa desenvolvida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 83% das empresas precisarão aplicar mais inovação caso queiram crescer ou até sobreviver no mundo pós-pandemia. A mesma pesquisa informou que um a cada três gestores acredita que a indústria nacional precisará dar um salto de inovação nos próximos cinco anos para garantir a sustentabilidade dos negócios.


Empresas que não se abrem para a inovação perdem espaço no mercado

O resultado do processo de mineração está muito mais presente na vida cotidiana do que se imagina. Aviões, automóveis e computadores são alguns dos produtos que precisam da atividade mineradora para serem fabricados, sem contar a relevância da extração para a construção de casas, edifícios e estradas. Entretanto, a falta de abertura para a introdução de novas tecnologias na mineração pode representar graves riscos para a capacidade competitiva da indústria.


É o caso da complexidade logística que envolve o transporte de insumos. Problemas técnicos podem ser responsáveis por perdas inestimáveis, ligadas desde a gastos com reparos, até graves riscos para a saúde dos trabalhadores envolvidos. Soluções como a desenvolvida pela Pix Force são capazes de tornar a cadeia produtiva mais eficiente e segura, diminuindo custos e aumentando a competitividade do setor.


Diminuição dos riscos para trabalhadores

Condições de trabalho mais seguras são outra vantagem trazida pela incorporação de novas tecnologias. A cada 48 segundos um trabalhador sofre acidente no Brasil, segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT). Na mineração, a taxa de acidentes de trabalho é mais elevada se comparada a de toda a indústria, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM). A realidade enfrentada pela mão de obra humana chama a atenção para a necessidade da substituição do trabalho manual em operações de alto risco.


A Deeptrack segue o fluxo da transformação, superando a capacidade humana na identificação do superaquecimento em rolos que compõem correias transportadoras. Além de caro e demorado, o monitoramento manual das correias é um processo que oferece sérios riscos à vida e saúde dos trabalhadores, que precisam enfrentar condições de trabalho severas em ambientes hostis para realizar as inspeções.


Com a aplicação da tecnologia da Pix Force, o processo ganha agilidade e eficiência, além de diminuir os custos da operação. Se a captação e análise de imagens já foi conhecido como um processo caro e de difícil acesso, a realidade empregada atualmente é bem diferente. A adoção da tecnologia já provou ser mais barata e viável que o uso do trabalho humano, sem contar que as equipes envolvidas podem direcionar o foco para a manutenção preditiva. 


#visãocomputacional #InteligenciaArtificial #Drones #tecnologia #setordemineração #pixforce #deeptrack #mineracao