Controle biológico de pragas na agricultura: como garantir a saúde das plantações



Um dos grandes desafios dos agricultores atualmente é garantir a saúde das suas plantações. Toda grande lavoura enfrenta problemas com pragas, e fazer esse controle da melhor maneira, sem prejudicar as plantações e a qualidade do solo, pode tirar o sono de qualquer produtor agrícola.


Especialmente porque o controle de pragas na agricultura é, em sua esmagadora maioria, feita por meio de agrotóxicos. Apesar de efetivos, eles podem trazer consequências sérias à longo prazo, uma vez que, as pragas criam resistência aos pesticidas e ele podem contaminar o solo e a água.


Para se ter uma noção o gráfico abaixo apresenta a quantidade de pesticidas utilizados em diferentes tipos de plantações. O Brasil consome cerca de 1 bilhão de litros de pesticida a cada ano.


E mesmo com o uso de Drones que vem aumentando muito a precisão da aplicação de pesticidas, elas podem gerar as consequências mencionadas.


Por isso uma grande opção que surge, e é muito utilizada, é o controle biológico de pragas, que pode garantir a saúde das plantações e evitar prejudicar o ambiente e futuramente a lavoura.


Vamos entender melhor!


O que é o controle biológico de pragas na agricultura

Na natureza toda planta ou animal possui algum outro organismo vivo que se alimenta dele, evitando a proliferação de algumas espécies e fazendo o que chamamos de controle biológico de pragas.


Esses agentes de controle populacional são chamados de inimigos naturais, podendo ser: predadores, parasitas ou patógenos.


Na agricultura esse controle biológico de pragas é muito utilizado e pode garantir arrefecimento de uma população que está proliferando sem prejudicar a natureza.


Para isso é necessário identificar a praga que está se iniciando na lavoura, entender qual é o seu inimigo natural e aplicar pontualmente nas áreas afetadas nas plantações.


O benefícios do controle biológico de pragas na agricultura


O uso exacerbado de pesticidas e agrotóxicos nas plantações agrícolas começou a gerar contaminações e consequências sérias para as lavouras e para o homem. Daí surgiu a necessidade do controle biológico.


Os principais benefícios do controle biológico, em comparação ao controle químico, que podemos destacar são:

  1. Redução da exposição dos produtores rurais aos pesticidas

  2. Diminuição do risco de poluição ambiental

  3. Não afeta a qualidade do solo

  4. Evita pragas mais resistentes

  5. Evita alimentos contaminados

  6. Evita o uso de agrotóxicos e fortalece o uso da crescente agricultura orgânica

Tipos de controle biológico de pragas


O controle biológico de praga pode ser dividido em três tipos: natural, clássico e o aplicado.

Vamos entender cada um deles!


Controle biológico clássico

O controle biológico clássico consiste na aplicação de um inimigo natural, geralmente importado de outro país. São aplicados de maneira pontual para controlar as pragas. O processo é de longo prazo.


Controle biológico natural

O controle natural ocorre realmente de forma natural. Os inimigos não serão aplicados para combater a praga, mas é necessário um cuidado para que essa espécie de inimigos seja conservada e até aumentada para garantir a saúde das plantações.


Para isso podem ser utilizados produtos seletivos como pesticidas que não afetam a espécie ou alimentos suplementares para eles e principalmente evitar práticas culturais inadequadas que poderiam reduzir o número dos inimigos naturais de uma praga.


Controle biológico aplicado

O controle aplicado é semelhante a um controle com pesticidas, onde ele é utilizado pontualmente visando o controle da praga de forma mais imediata.


Eles são utilizados de forma inundativas, muitas vezes, por exemplo, são utilizadas bombas de insetos para acabar com as proliferações. Geralmente os organismos que atuam como inimigos naturais são multiplicados em laboratório.


Esse tipo de controle exige um uso pontual e nas áreas específicas de pragas. Para o uso com precisão, as novas tecnologias agrícolas são fundamentais.


Uso de drones no controle biológico de pragas


Uma das tecnologias que causou maior impacto no controle biológico de pragas foi o uso de drones na agricultura.


Eles permitem sobrevoar áreas em que os humanos gastariam horas para fazer aplicações, realizando em poucos minutos. Além disso os drones garantem uma aplicação pontual e assertiva.


Para entender melhor o uso de drones no controle de pragas confira esse post sobre o assunto!


Como vimos o controle biológico pode trazer diversos benefícios para a produção, para o homem e para o meio ambiente. Hoje é, sempre que possível, a forma mais indicada para o controle de pragas.