CARNE PRODUZIDA EM IMPRESSORA 3D


O termo FoodTech (Food, do inglês, comida, e Tech, Tecnologia) é um termo utilizado quando a tecnologia incorpora melhorias em partes da cadeia de produção, venda e serviço de alimentos, promovendo uma cadeia mais dinâmica.

A Startup espanhola Novameat quer contribuir para essa disrupção no comportamento do consumidor em relação à carne, modificando a cadeia global de suprimentos alimentares, redução do impacto da pecuária e melhorar a nutrição da população. Pensando nisso, Giuseppe Scionti – cientista da Universidade Politécnica da Catalhunha, em Barcelona – desenvolveu produtos similares à carne animal, mas com plantas, ervilhas ou algas marinhas em sua composição, e o alimento pode ser produzido em uma impressora 3D.

Os produtos veganos apresentados ao público atualmente não reproduzem fielmente o aspecto da carne, seja carne bovina ou de frango. Pensando nisso, o pesquisador italiano combina engenharia de tecidos e bioimpressão com métodos modernos de culinária. O bife produzido possui a mesma consistência, aparência e propriedades nutricionais da carne bovina e, para uma quantidade de 100g, demora em torno de 30 minutos para ficar pronto para consumo, enquanto que outras soluções de produção com proposta similar levam muito mais tempo, além de serem mais caros.

Pensando na produção em grande escala, o bioengenheiro acredita que esta seja a solução para reduzir os custos de tempo de fabricação em cerca de dez vezes (comparando com os valores praticados atualmente), além de contribuir na redução das emissões de gases vindos da pecuária, que atualmente representam um cerca de 14,5% do total de gases emitidos na atmosfera.

O intuito de Scionti é apresentar seu produto à ONU (Organização das Nações Unidas) para a Alimentação e a Agricultura. Seu material possui custo baixo de fabricação e o pesquisador deseja com ele auxiliar no combate à desnutrição. O primeiro protótipo utilizou uma mistura pastosa com uma pequena, porém concentrada, quantidade de proteínas, e ingredientes como lipídios, fibras, minerais e vitaminas. Sua impressora 3D é capaz de gerar formas tridimensionais complexas e microestruturas, imprimindo a estrutura de um bife através da utilização do software AutoC­­AD.

VERIFIQUE