5 dicas para proteger o ambiente de trabalho do coronavírus


Como falado anteriormente, proteger o seu local de trabalho e garantir as regras básicas de higiene do local valem muito a pena durante este momento em que todos passamos. Isso deve ser seguido porque nem todas as empresas fecham suas portas totalmente durante o período de quarentena pelo coronavírus.


Alguns segmentos que precisam continuar na ativa são:

  1. Empresas de serviços essenciais como água, luz, gás e telecomunicações;

  2. Supermercados;

  3. Farmácias;

  4. Bancos;

  5. Lotéricas;

  6. Restaurantes e lanchonetes (apenas na opção delivery)

  7. Pet shops e clínicas veterinárias;

  8. Assistências técnicas;

  9. Oficinas mecânicas;

  10. Lojas de material de construção;

  11. Clínicas e consultórios médicos / odontológicos.

Ainda vale lembrar que a permissão para cada atividade pode variar de estado para estado, assim como de cidade para cidade também. Cada decreto vigente no momento dirá o que pode ser aberto e o que não pode ser aberto.


Por isso, quem precisa trabalhar deve tomar todos os cuidados necessários para evitar o contágio pelo coronavírus. Assim como a empresa, cada um deve respeitar as regras para manter assim os seus colaboradores com a saúde salva, isso tanto dentro quanto durante o trajeto até a empresa.


Confira abaixo 5 dicas que separamos que vão ajudar você e a sua empresa a proteger o ambiente de trabalho contra o coronavírus:


1. Criar rotinas de higienização para saúde e segurança do trabalho

Todos sabemos que a prevenção é o caminho mais efetivo para a segurança. Isso não é novidade. Por isso, adotar uma rotina de higienização é tão importante. Assim, aos poucos, a rotina se transforma em um hábito.


Uma forma de conseguir com que todos os colaboradores sigam as rotinas é realizar inspeções de limpeza e organização do ambiente. Repetir a atividade eleva o padrão de higiene do local, tornando a saúde e a segurança no trabalho cada vez mais efetiva.


Também é importante que cada um dos setores da empresa esteja ciente das boas práticas adotadas em meio ao período da pandemia de coronavírus. 


Fazer com que os próprios colaboradores respeitem e pratiquem as novas regras de higienização da empresa ajuda a reforçar a educação sobre a urgência desses processos.


2. Treinar os colaboradores

Quando falamos em higienizar o local de trabalho, todos devem fazer a sua parte e entender os motivos para o que estamos fazendo agora. Basta que exista um foco de contaminação para que a doença seja propagada. Por isso, esse conhecimento deve ser repassado a todos os colaboradores da empresa. Algo como: nossa empresa, nossas regras.


Pensando nisso, um treinamento com foco em saúde e segurança no trabalho se torna indispensável para este momento. Ao promover um encontro como este, os funcionários entenderão as normas de forma mais detalhada e tomarão os devidos cuidados dentro e fora do local de trabalho.


3. Facilitar o acesso à informação

Cada empresa tem uma realidade. Funcionários podem não estar familiarizados aos novos processos, isso pode acontecer. Portanto, não conte apenas com o treinamento. Mostre e, sempre que possível, reforce a importância de conhecer as práticas.


Por exemplo, isso pode ser facilitado fixando colagens com orientações em locais estratégicos. Murais, banheiros, copa, salas de uso do coletivo são lugares mais visíveis e que certamente contarão com circulação diária de pessoas. Assim, em caso de dúvidas, os funcionários possuem livre acesso para consultar o material da forma mais rápida possível.


4. Disponibilizar equipamentos de proteção individual (EPIs)

O uso correto de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) está entre uma das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e contribui para a saúde e segurança no trabalho em geral. Empresas devem disponibilizar os utensílios necessários justamente para proteger todos os colaboradores e verificar se estão de acordo com as regulamentações dos principais órgãos de saúde.


Além disso, quando os equipamentos forem de uso único, é preciso realizar o descarte apropriado, como recipientes fechados. Caso sejam reutilizáveis, existem orientações específicas da ANVISA para a higienização de máscaras de pano, por exemplo.


5. Use o Pix Thermo para medir, monitorar a entrada de colaboradores e proteger a sua empresa

O Pix Thermo utiliza a Inteligência Artificial para que não haja necessidade de um operador. Por meio de sensores térmicos e algoritmos de Visão Computacional, o sistema mede precisamente a temperatura do indivíduo. Além disso, faz registro, análise e armazenamento das informações obtidas em um histórico individual.


Conheça os seus principais diferenciais:

  1. Precisão: Com sensores específicos o Pix Thermo garante uma medição precisa gerada em segundos;

  2. Produtividade: O sistema realiza as aferições em 5 segundos, possibilitando a consulta de 12 pessoas por minuto;

  3. Touchless (sem toque): O Pix Thermo funciona sem operadores e sem necessidade de tocar telas, sendo um sistema 100% seguro;

  4. Lowcost (baixo custo): Custo-benefício vantajoso em relação a outras ferramentas de medição de temperatura corporal;

  5. Conectividade: Os dados podem ser integrados com outra plataformas, como a CheckListFácil;

  6. Ergonomia: O Pix Thermo atende confortavelmente pessoas de 1,50m a 1,95m.


Conclusão

Além de implementar uma rotina, é necessário também garantir a sua aplicação. Portanto, verificar as atividades diariamente junto com a sua equipe é uma etapa muito importante para que o local de trabalho seja seguro para todos os colaboradores.


No início, você pode identificar não conformidades com alguma frequência. Elaborar planos de ação para solucionar as ocorrências pode ajudar a acelerar a padronização dos processos e também evitar falhas de gestão.


E aí, como a sua empresa está para a retomada das atividades? Aproveite o momento para padronizar seus processos, proteger seus colaboradores e manter em dia as normas de fiscalização sanitária da sua cidade e região. #TodosContraOVírus